PGE-PE publica edital para concurso com 88 vagas





A Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE) publicou edital, nesta segunda-feira (26), para concurso com 88 vagas para o administrativo da instituição. O documento do certame pode ser conferido no site da própria PGE. No concurso, foram abertas vagas que fora distríbuidas em 20 cargos de analista judiciário da Procuradoria, 28 de analistas administrativos e 40 para os cargos de assistentes da Procuradoria.
As inscrições podem ser feitas a partir de 4 de dezembro e se encerram em 3 de janeiro de 2019. O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) ficou responsável pela responsável pela organização do certame. Os interessados podem fazer as inscrições no site da instituição. As remunerações são de R$ 2.263,79 e R$ 3.880,33 para os níveis médio e superior, respectivamente.
Para os cargos de analistas judiciários, o requisito é ser graduado em Direito, com a comprovação do exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Já os assistentes de Procuradoria podem ter concluído o ensino médio ou ensino técnico completo.
Já os cargos de analistas administrativos, há quatro divisões de áreas. Os cursos superiores de Ciências Contábeis, Economia, Administração, Engenharia, Matemática ou Estatística podem ser destinados para o cargo de calculista. Graduados em Engenharia Civil ou Arquitetura podem ocupar a área de engenharia da organização. Para a gestão pública é requisito ter graduação em Ciências Contábeis, Economia, Administração, Direito ou Engenharia. Já os recursos humanos, os interessados podem ter graduação em Administração, Psicologia ou Pedagogia.

AVALIAÇÃO

A avaliação vai contar com provas objetivas e discursivas, a última apenas para o ensino superior. Elas serão aplicadas no dia 7 de abril de 2019, para o ensino superior, e no dia 14 de abril do mesmo ano, para os candidatos de nível médio. Os resultados serão divulgados em maio seguinte..O certame tem validade de dois anos e pode ser renovado pelo mesmo tempo.

Nenhum comentário