APREENSÃO Filipina é presa pela PF com 7kg de cocaína no aeroporto do Recife

Cocaína estava guardada em embalagens de detergentes líquido para lavar roupas  / Foto: Divulgação/Polícia Federal


. De acordo com a Polícia Federal (PF), a enfermeira, identificada como Christine Arbis Vidal, de 46 anos, foi apreendida por estar transportando 7kg de cocaína em embalagens de detergente líquido. A prisão aconteceu na terça-feira (13).
Segundo a PF, a mulher foi presa por volta das 22h após passar por uma fiscalização de rotina no Aeroporto do Recife. Os agentes federais, ao selecionarem alguns passageiros para a realização de entrevista preliminar, perceberam que Christine estava muito nervosa, impaciente e inquieta.



Durante a entrevista, a enfermeira não soube explicar qual o motivo que a fez passar férias no Brasil. Com a suspeita de algo errado, os agentes abriram a mala da mulher para averiguação e encontraram a cocaína dentro de embalagens de detergentes líquidos, que foi confirmada após exame narcoteste.
Além do entorpecente, também foram apreendidos o cartão de embarque, um aparelho celular, uma quantia de U$ 301 (dólar), o que equivale a R$ 1.140,00 e RM$ 101 (ringgits malaios), o que equivale a R$ 100,00. A filipina confessou que a droga tinha como destino final a cidade de Saigon, no Vietnam, após ser feita uma escala em Lisboa, Portugal, e em Dubai, nos Emirados Árabes.

A enfermeira foi encaminhada para a sede da Polícia Federal, no Cais do Apolo, no bairro do Recife, onde foi autuada pelo crime de tráfico internacional de entorpecentes onde a pena varia de cinco a 20 anos de prisão.

Interrogatório

Durante interrogatório, a filipina deu poucos detalhes sobre a sua participação no tráfico internacional de drogas. Ela afirmou que teria recebido o entorpecente em São Paulo (SP) e não informou quem seria a pessoa que lhe entregou e nem a quem repassaria.
A filipina também não esclareceu à Polícia Federal o quanto que iria receber pelo transporte da droga.

Prisão

Após a autuação, a filipina realizou o exame de corpo de delito no Instituto de Medicina Legal (IML), em Santo Amaro, na área central do Recife. Ela passou, em seguida, pela audiência de custódia, quando foi confirmada a prisão preventiva.
Em seguida, Christine Arbis foi levada para a Colônia Penal Feminina do Bom Pastor, na Iputinga, na Zona Oeste do Recife, onde ficará à disposição da Justiça Federal de Pernambuco.

Nenhum comentário