Prefeito de Cabrobó é preso por crime eleitoral na cidade


Faltando um pouco mais de uma hora para o fim das votações do primeiro turno das eleições 2018 em Pernambuco, o assessor da corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral, Orson Lemos, afirma que o dia de eleições do Estado está tranquilo, embora já esteja sendo registradas as ocorrências de crime eleitoral e prisão no Estado. Uma das pessoas com voz de prisão com o Prefeito de Cabrobó, no Sertão de Pernambuco.
“Dentro do nosso balanço, as votações estão transcorrendo normalmente. Há algumas transcorrências, como a troca de urnas que acontecem sempre. Começa nesta hora também a surgir algumas notícias falsas para alarmar a população, mas está tudo tranquilo”, afirma.

Reprodução/TV Jornal


Segundo ele, também será verificada o número de prisões em todo o Brasil, mas Pernambuco teve um índice bem menor nestas eleições. “São ao todo, no país, 144 prisões. Em Pernambuco ainda estamos registrando este número. Nós temos um sistema para registrar, mas devido a algumas cidades do interior que tem poucos servidores, não temos esse número exato. Eles precisam trabalhar nas eleições para depois fazer essa contagem”.

No entanto, já se sabe que houve prisão em duas cidades do interior, Cabrobó e Ingazeira, ambas cidades do Sertão do Estado. Entre os principais crimes registrados estão: boca de urna e pedido de voto. Também há a informação que 123 urnas foram trocadas até o momento.

Cabrobó

O prefeito de Cabrobó foi uma das pessoas presas neste domingo (7), após um promotor dar voz de prisão. “Em seguida, na mesma cidade, 14 pessoas foram detidas e estão todas agora na delegacia sendo ouvidas e esperando para fazer o TCO”, explica. De acordo com a lei, as prisões feitas no dia da eleição deve ir diretamente ao juiz.

Nenhum comentário