Projeto 'Agreste Telúrico' é realizado no Museu do Barro em Caruaru

Museu do Barro em Caruaru — Foto: Assessoria/Divulgação



Entre os dias 13 e 15 de setembro, o Museu do Barro de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, vai sediar o projeto "Agreste Telúrico", idealizado pelo artista Carlos Mélo. A proposta é criar um espaço de reflexões sobre as relações do barro, da tradição, da memória, da história com a arte contemporânea, sobre o lugar dos artesãos e sobre o cenário cultural do Agreste de Pernambuco.


O evento está acontecendo sempre às 14h, no Museu do Barro, que fica no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga, no Centro. A programação conta com palestras e debates.


Confira a programação:


Quinta-feira (13)
14h- Palestra: "Por que uma Bienal? Por que o modelo Bienal e como a Bienal do Barro contribui no contexto local, nacional e internacional."
Palestrantes: Marcus Lontra (SP) e Raphael Fonseca (RJ)
Mediadores: Maria Amélia, Sonia Costa e Abel Carvalho (PE)


Sexta-feira (14)
14h- Palestra: "Agreste/Resgate. O anagrama Agreste/Resgate, suscita questões relativas ao lugar, sua história, memória e tradição. "
Palestrantes: José Rufino (PB) e Carlos Mélo (PE)
Mediadores: Juliana Leitão, Sonia Costa e Abel Carvalho (PE)
17h- Performance


Sábado (15)
17h- Palestra: "Por que uma Bienal do Barro? Qual a simbologia da matéria prima do Barro e o quê ela representa como contribuição para a contemporaneidade. "
Palestrantes: Sonia Costa, Carlos Mélo e Marcelo Cidade (SP)
Mediador: Abel Carvalho (PE) + Paulo Carvalho (PE)

Nenhum comentário