Justiça Eleitoral suspende propaganda de Armando Monteiro

Foto: Guga Matos/JC Imagem


A desembargadora eleitoral Karina Albuquerque Aragão de Amorim decidiu nesta sexta-feira (31) suspender inserções do senador Armando Monteiro Neto (PTB), candidato ao governo de Pernambuco, no primeiro dia da propaganda em televisão e rádio. O pedido foi feito pelo governador Paulo Câmara (PSB), que tenta a reeleição contra o petebista.

“Verifica-se que a mídia que instrui a representação caracteriza a aparência do bom direito, uma vez que se torna clara a utilização de trucagem, montagem e efeitos de vídeo com a figura do Representante, Paulo Câmara, e o perigo da demora figura-se consubstanciado na permanência da veiculação de propaganda, acarretando vantagem a um candidato em detrimento dos demais concorrentes”, afirma a magistrada na decisão.
Após a decisão, o programa de Armando Monteiro não foi exibido esta noite, embora seja outro tipo de propaganda, distinto do que foi alvo da decisão.

‘Tapetão’

Segundo a assessoria de imprensa do petebista, “o guia eleitoral da noite da coligação Pernambuco Vai Mudar não foi ao ar por um equívoco do fornecedor de mídia, que repetiu conteúdos que eram distintos entre os dois horários reservados para a propaganda nesta sexta-feira”.
“Mais uma vez, como fizeram com Marília Arraes, Paulo e o PSB tentam vencer no tapetão. Não vão conseguir”, afirmou Armando Monteiro na nota.

Nenhum comentário