Esposa de médico esquartejado confessa ter matado o marido sem ajuda do filho, diz polícia

Denirson Paes da Silva era cardiologista e tinha 54 anos (Foto: Reprodução/Facebook)

A farmacêutica Jussara Rodrigues Silva Paes, presa por ter participado do assassinato do marido, o médico Denirson Silva Paes, cujo corpo foi encontrado esquartejado em um poço dentro de um condomínio no Grande Recife, confessou ter matado o cardiologista, segundo a Polícia Civil.
A informação, divulgada nesta terça-feira (4), foi dita durante um depoimento prestado na Colônia Penal Feminina do Recife na segunda (3), à delegada Carmem Lúcia.


Segundo a Polícia Civil, Jussara também alegou ter cometido o crime sozinha, sem ajuda do filho Danilo Paes, que, assim como a mãe, foi indiciado por homicídio e ocultação do cadáver do pai. Com a mudança no depoimento, a corporação afirmou que vai trabalhar para verificar a veracidade da nova versão apresentada pela farmacêutica.


Presos desde 5 de julho, mãe e filho tiveram a prisão temporária convertida em preventiva após serem indiciados pela Justiça. Ao todo, três habeas corpus para os réus foram negados, sendo dois pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e um pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília.


Nenhum comentário