Estudante suspeito de dar golpe de R$ 50 mil em colegas de turma morre




Um jovem suspeito de aplicar um golpe de mais de R$ 50 mil nos colegas de turma em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, morreu na madrugada no Hospital da Restauração, no bairro do Derby, área central do Recife. O estudante, de 23 anos, faleceu desta segunda-feira (13).
Ele é suspeito de roubar o dinheiro entregue a ele por colegas de classe para realizar a festa de formatura do curso de fisioterapia de uma faculdade particular da cidade. O jovem teria dado entrada no hospital após tentar cometer suicídio duas vezes.
De acordo com a assessoria do HR, o universitário teve complicações no quadro clínico e faleceu, por volta de 1h20. O corpo seguiu para o necrotério da unidade de saúde. À TV Jornal Interior, o delegado Thiago Henrique, responsável pelas investigações, informou que, mesmo com a morte do suspeito, o inquérito continua. Um mapeamento de bens do jovem será realizado para realizar a restituição dos danos às vítimas.

O caso

Cerca de 40 alunos de fisioterapia de uma faculdade particular de Caruaru, no Agreste do Estado, denunciaram à polícia, na noite da última segunda-feira (6), um golpe na arrecadação de dinheiro para a formatura. O principal suspeito da fraude é um colega de turma que, segundo os estudantes, fazia parte da Comissão de Formatura e era o único a ter acesso à conta bancária.
Os colegas de classe começaram a desconfiar do roubo quando pediram um relatório mensal das atividades bancárias e o aluno entregou de maneira confusa. Os graduandos pagavam o dinheiro e não recebiam recibo de pagamento da empresa responsável pela festa. Segundo eles, o valor roubado ultrapassa R$ 50 mil.
A confirmação do desvio veio apenas quando o marido de uma das alunas do curso releu os relatórios enviados e descobriu uma ação suspeita. “Quando eu, junto com a minha esposa, comecei a analisar e olhar os dados, encontrei vários erros, valores que não batiam. Daí tivemos a iniciativa de contactar as empresas às quais ele havia relatado que fez o pagamento”, explica.

Nenhum comentário