Conflitos na África podem ter matado 5 milhões de crianças

Estudo sobre mortes de crianças africanas foi publicado nesta sexta-feira (31) / JOHN WESSELS / AFP

A cifra de cinco milhões é muito superior a de estimativas anteriores, destacaram os autores, Eran Bendavid, da Universidade Stanford, e seus colegas.
"Nos últimos 30 anos ocorreram na África conflitos armados mais frequentes e mais intensos que em qualquer outro continente", afirmam.
"Esta análise mostra que os efetivos dos conflitos armados vão além da morte dos combatentes e da devastação física: os conflitos armados aumentam consideravelmente o risco de morte de crianças jovens durante um longo período".
Além de ferir diretamente as crianças, os conflitos contribuem para a morte e o atraso no crescimento "durante muitos anos e em amplas zonas", segundo a equipe.
E isto, por causa da interrupção dos cuidados médicos para mulheres grávidas e recém-nascidos, a propagação de doenças à medida que os serviços de saúde e as redes de água declinam, da falta de medicamentos e da desnutrição provocada quando as provisões se esgotam.

Nenhum comentário