Pernambuco confirma a 1ª morte por arbovirose de 2018


Boletim divulgado nesta sexta-feira (13), apresenta um total de 13.006 pessoas que adoeceram este ano / Foto: Pixabay

A morte de uma mulher de 53 anos, moradora de Paulista, na Região Metropolitana do Recife (RMR), é a primeira confirmação associada a arboviroses este ano em Pernambuco. O óbito ocorreu no dia 21 de fevereiro e estava em investigação pelo Comitê Estadual de Discussão de Óbitos por Dengue e outras Arboviroses de Pernambuco. Foram feitas análises laboratoriais, além de uma avaliação domiciliar e hospitalar do caso, a fim de se descartar ou confirmar alguma arbovirose como causa da morte.
De acordo com o primeiro boletim de dengue, chicungunha e zika, divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), revela a investigação de sete mortes suspeitas por arboviroses em Pernambuco.
As notificações dos óbitos são de municípios do Grande Recife (Moreno, Paulista, Goiana e Jaboatão dos Guararapes - este último tem dois registros), da Mata Sul (Ribeirão) e do Agreste do Estado (Pesqueira). Além disso, um dos óbitos notificados este ano (menino de 1 ano, de Iguaracy, Sertão de Pernambuco) foi descartado como associado a arboviroses.

Aumento de casos

Além do registro da morte suspeita por arboviroses, o boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (13), apresenta um total de 13.006 pessoas que adoeceram este ano, no Estado, com sinais de dengue; outras 1.647 com quadro clínico semelhante a chicungunha; 486 com sintomas de zika.

Nenhum comentário