Pediatras são convocados a lutar contra pólio e sarampo em Pernambuco

O chamamento foi feito após a Sopepe participar, na quarta-feira (11), de reunião do Programa Estadual de Imunização / Foto: Ashlley Melo/Arquivo JC

Um batalhão formado por mais de mil pediatras, em Pernambuco, arregaça as mangas para travar uma luta contra duas doenças já erradicadas no País, mas que voltam a assustar autoridades sanitárias, profissionais de saúde e famílias brasileiras. A dupla formada pela poliomielite e pelo sarampo pode lamentavelmente retomar à circulação se a cobertura vacinal, sobretudo entre crianças, não aumentar. Para ambas as doenças, o Ministério da Saúde defende taxa de imunização de 95% do público-alvo, mas as coberturas estão abaixo desse índice na maior parte do Brasil. Esse cenário, que fez acender uma luz vermelha, levou a Sociedade de Pediatria de Pernambuco (Sopepe) a convocar os médicos da especialidade a atuarem como agentes de defesa para reverter os baixos percentuais de cobertura vacinal.

Chamado

O chamamento foi feito após a Sopepe participar, na quarta-feira (11), de reunião do Programa Estadual de Imunização. Segundo o Conselho Federal de Medicina (CFM), Pernambuco tem 1.194 pediatras – a terceira especialidade com maior número de profissionais, atrás apenas de cirurgia geral (1.196) e de clínica médica (1.654). O contingente só reforça o pediatra como a principal fonte de referência para a recomendação de vacinação. De 6 a 31 de agosto, quando a Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo ganha as ruas de todo o Brasil, os pediatras dos municípios pernambucanos lapidarão a missão de estimular a adesão das famílias à imunização contra doenças que causam graves problemas de saúde e levam à morte.
“Teremos um envolvimento dos colegas da Região Metropolitana e do interior. Vamos reforçar, inclusive, a abordagem às famílias em relação à importância das doses e à checagem do cartão vacinal”, diz o presidente da Sopepe, Eduardo Jorge da Fonseca Lima. Em 18 de agosto, escolhido para ser o Dia D da campanha, pediatras percorrerão os locais de vacinação, em todo o Estado, para contribuir com informações sobre o cumprimento de todos os esquemas vacinais.

Nenhum comentário