Náutico quer melhorar desempenho fora de casa para manter-se no G4

Náutico ainda não venceu fora do Recife. Foto: Léo Lemos/Náutico
O Náutico conseguiu mudar da água para o vinho a sua situação na Série C. Em quatro jogos disputados no Recife, o Timbu venceu todos, e saiu da zona de rebaixamento para a zona de classificação para a próxima fase. Destas partidas, apenas no clássico diante do Santa Cruz, vencido por 1×0, o Alvirrubro triunfou como visitante. Agora, indo para dois jogos sem mando de campo, o objetivo é mudar o retrospecto negativo fora do Estado para continuar na parte de cima da classificação.


O volante Jhonnatan admite que, naturalmente, vencer os dois jogos – contra Confiança-SE e Salgueiro-PE – seria o ideal, mas que o time tem uma meta de pontos. “É conseguir nesses dois jogos aí fora de casa trazer quatro pontos para o Recife, para continuar brigano na zona de classificação para o mata-mata. O objetivo é esse, lógico que 6 pontos seria ótimo, mas quatro está de bom tamanho para ficar em cima”, disse o jogador.
Ele revelou que o técnico Márcio Goiano quer uma postura parecida do time independente do local do jogo. “O Márcio chegou e falou que vamos jogar da mesma forma dentro e fora do Recife. Vejo que a nossa equipe conseguiu evoluir bastante”, avaliou.

Meta de pontos

Até o fim da primeira fase da competição, o Náutico tem 6 partidas, sendo 4 fora de casa. Mirando a classificação para a próxima fase, o time tem uma projeção do que é necessário.
“O objetivo é sempre somar o máximo de pontos. No começo, (a projeção) era de 27 ou 28 para estar dentro, e nosso objetivo é ficar ali, entre 27 e 30 pontos. Não vai ser fácil porque está tudo embolado, já vamos para a 13ª rodada. Temos uma meta e vamos no passo a passo para chegar à classificação”, disse Jhonnatan.
O próximo desafio é diante do Confiança, no sábado (7), às 21h.

Nenhum comentário