Baixa procura por produtos da Copa preocupa comerciantes de Petrolina

Vendas para a Copa do Mundo ainda estão baixas em Petrolina / Foto: divulgação
Com a proximidade do início da Copa do Mundo 2018, muitos lojistas do município de Petrolina, Sertão de Pernambuco, que vendem camisas da Seleção Brasileira estão desanimados com a baixa venda dos produtos. As vendas não foram suficientes para aquecer o mercado.
O empresário do ramo de confecções Ricardo Amorim disse que neste período apenas 700 camisas foram vendidas, mas a expectativa é que durante a copa a demanda aumente.

"Por ser um ano de Copa, a gente aguardava que fosse uma situação de uma demanda um pouco maior, a gente já sentiu alguma demanda agora no início do final de semana, então a gente espera que com a proximidade do primeiro jogo da Copa isso vá aumentar sim, consideravelmente", comentou.
A lojista Iracema Nobre também lamenta a pouca procura pelas compras. Ela acredita que situações como a greve dos caminhoneiros afastaram a clientela, tirando o foco da Copa. "A procura tem sido muito pouca, acredito que até agora nós vendemos 10% do esperado".

Nenhum comentário